Quais os tipos de visto para viver em Portugal?
Connect with us

Morar Em Portugal

Quais os tipos de visto para viver em Portugal?

Kênia Batista

Published

on

Visto de estudos                 Se você está indo para Portugal como estudando, é preciso ter em mãos o comprovante da matrícula, ou os termos do contrato da universidade. Se o seu curso não for todo lá fora, você pode optar por um intercâmbio. Existe um programa chamado de Erasmus, em várias universidades brasileiras com parcerias em várias instituições portuguesas. Esses programas costumam durar 1 semestre. Como o idioma é fácil e de adaptação rápida, você também pode optar por fazer um MBA ou Mestrado e Doutorado com o mesmo visto. Mas é preciso comprovar que você tem condições de se sustentar em Portugal durante esse tempo dos seus estudos.

Visto de trabalho

Para trabalhar em Portugal, mesmo ainda morando no Brasil, você precisa de um convite de uma empresa, a qual te contratou ou te selecionou para o novo cargo. Esse convite pode ser uma carta, mas a empresa deve fazer uma divulgação pública da vaga. E só após 30 dias nenhum nativo português for contratado, o convite pode ser feito a um profissional estrangeiro. Com essa carta é possível solicitar o visto de trabalho para o país no próprio consulado português mais próximo. Esse é um dos vistos mais pedidos para o Portugal e por isso a concorrência tem aumentado cada dia mais.

Visto de empreendedor

Se a sua vontade é abrir um negócio em Portugal, você precisa do visto de empreendedor – D2. Ele pode ser solicitado no Brasil mesmo, ou lá fora. Mas para isso você precisa ter meios de se sustentar no país estrangeiro, e comprovar com extratos bancários e imposto de renda a sua subsistência. O passaporte é válido, junto a certidões de antecedentes criminais, comprovações dos investimentos e a abertura da empresa. Com todos esses documentos em mãos, é mais fácil conseguir o visto de empreendedor para viver em Portugal e ter o seu próprio negócio.

          Startup Visa

No ano de 2018, o governo português anunciou um tipo de visto novo, focada para aquelas pessoas que tenham ideias de negócios inovadoras e queiram abrir startups que já existem no Brasil, e queiram viver em Portugal. A ideia surgiu para atrair novas empresas em potencial para o país, que atinja o valor de 350 mil euros em três anos. Ou um negócio com volume superior aos 500 mil euros por ano. Esse tipo de visto é necessário para prestar serviços, ou criar produtos inovadores.

          Golden visa

                Esse é um programa que concede vistos a pessoas que já tenham uma boa qualidade de vida e que possam investir uma alta quantia de dinheiro no país. O visto Golden visa é cedido apenas para a aquisição de imóveis com valor acima de 500 mil euros, para se ter uma ideia. Mas além dos imóveis, também existem outras formas de adquirir o visto Golden visa, e em todos os casos, é preciso ter muito dinheiro.

Visto de renda própria

Se você já não precisa trabalhar mais, está bem de vida, se aposentou e tem vontade de viver em Portugal, então você precisa desse tipo de visto, também conhecido como D7. O Visto de renda própria é concedido a aposentados que tenham rendimentos eficientes para se manter no país por conta própria. O valor mínimo da aposentadoria deve ser igual de Portugal, no valor de 557 euros.

Dicas Extras

Conheça os passos para morar em portugal, conheça os passos e aprenda como Trabalhar em Portugal: como conseguir?]]>

Kênia ama escrever poesias, e ha três anos escreve conteúdos para a internet. É apaixonada por viagem e estrelas. Admira e aproveita as inúmeras oportunidades que a vida oferece. Vive intensamente para aprender e servir.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement