Connect with us

Morar Em Portugal

Como funciona o parto em Portugal

Quando alguém se muda de país, normalmente, está buscando uma vida melhor, podendo, então, neste momento, pensar em começar ou em aumentar a família. Caso tenha se mudado recentemente e pense em ter filhos, vale a pena saber como funciona o parto em Portugal.

arto em Portugal

Quando alguém se muda de país, normalmente, está buscando uma vida melhor, podendo, então, neste momento, pensar em começar ou em aumentar a família. Caso tenha se mudado recentemente e pense em ter filhos, vale a pena saber como funciona o parto em Portugal.

O país oferece atendimento gratuito durante todo o pré-natal e também para a realização do parto, além de prestar atendimento posterior.

Além disso, existem também benefícios que são oferecidos à família pelo governo e vale a pena estar por dentro de todos esses detalhes sobre como é realizar um parto em Portugal. E para isso, separamos todas as informações necessárias no artigo de hoje.

Continue lendo para saber como funciona o parto em Portugal e quais os benefícios que a família poderá ter direito.

Pré-natal e parto em Portugal

Quando se fala em ter um filho, muitas são as dúvidas e inseguranças, por isso, vale a pena se informar bem sobre como são os procedimentos de pré-natal e do parto em Portugal.

Em primeiro lugar, é importante salientar que existe um sistema de saúde pública no país, mas que este não é gratuito.

Entretanto, durante o pré-natal e por até 60 dias depois do nascimento, as mulheres portuguesas têm direito à isenção das taxas moderadoras, tanto para consultas, exames, para o parto e durante o pós-parto.

O atendimento será realizado no centro de saúde mais próximo da residência da gestante com o médico de família da mesma.

No caso de a mulher não ser cadastrada em nenhum centro de saúde, ela deverá ser encaminhada a um médico assim que a gravidez for confirmada.

Durante o pré-natal, serão realizadas entre 8 e 10 consultas, sendo 2 durante o primeiro trimestre, 2 durante o segundo e 4 ou 6 nas semanas finais.

Os exames, incluindo as ultrassonografias, serão realizadas em um hospital público ou uma clínica conveniada ao sistema de saúde português.

Como é o parto em Portugal

O parto em Portugal funciona da seguinte forma: a gestante, na reta final da gravidez, será direcionada pelo centro de saúde que a atendeu durante o pré-natal, para o hospital onde será realizado. Entretanto, ela poderá escolher qualquer outra maternidade pública, se quiser.

Caso a gravidez seja saudável, o acompanhamento com um obstetra será feito a cada semana, no período final da gravidez.

No caso de algum risco para o bebê ou para a gestante seja identificado, o acompanhamento deverá ser iniciado imediatamente.

Caso esteja realizando o atendimento na rede privada, o obstetra poderá ser escolhido pela gestante e acompanhará desde a gestação até o parto em Portugal.

Caso o atendimento seja na rede pública, o obstetra que realizará o parto não poderá ser escolhido pela gestante e o mesmo será realizado por aquele que estiver de plantão no momento da entrada na maternidade.

De forma geral, o parto em Portugal é elegido como o natural, sendo a cesárea realizada apenas quando houver indicação para tal.

No sistema público, a gravidez saudável poderá seguir até 41 semanas, momento no qual, caso não haja sinais de trabalho de parto, será agendada a indução. Não se tem opção de escolha pela cesárea.

Durante o trabalho de parto em Portugal é permitido que a gestante seja acompanhada por uma pessoa, à sua escolha, caso o parto seja natural. Em caso de cesárea, entretanto, apenas alguns hospitais permitem a entrada de um acompanhante.

No pós-parto, da mesma forma, alguns hospitais permitem a permanência do acompanhante durante todo o dia e noite, enquanto outros, apenas durante o dia.

O pós-parto

Depois do parto em Portugal é necessário que a mãe e o bebê permaneçam mais alguns dias no hospital para que a saúde de ambos seja assegurada.

No caso de partos naturais, esse período é de 2 dias e no caso de cesárias, o período é de 3 dias.

Durante esse tempo, a mulher vai ter à sua disposição:

  • Absorventes pós-parto;
  • Fraldas para o recém-nascido;
  • Leite formulado (caso seja necessário);
  • Extrator de leite elétrico;
  • Mamadeiras;
  • Medicação;
  • Atendimento com ginecologista, nutricionista e psicólogo.

Além disso, após o parto em Portugal a mãe receberá, no hospital, orientações para os cuidados básicos com o bebê, tais como amamentação, utilização correta do extrator de leite, banhos no bebê e outras informações necessárias.

Se um dos ou ambos os pais do bebê tiverem nacionalidade portuguesa, a certidão de nascimento poderá ser retirada no próprio hospital. Caso ambos os pais sejam estrangeiros, será retirado apenas o registro civil do nascimento.

Uma semana depois da alta, o centro de saúde entrará em contato com a família para agendar uma consulta domiciliar onde serão verificados o peso do bebê e as eventuais dúvidas ou queixas da mãe poderão ser ouvidas.

Além disso, as mães podem contar com uma linha de suporte exclusiva para receberem auxílio durante a amamentação.

Licença maternidade e abono de família

Além do funcionamento do parto em Portugal, vale a pena também conhecer como funciona a licença maternidade no país, que é considerada uma das 10 melhores de todo o mundo.

A duração deve ser entre 120 e 150 dias, podendo ser usufruída pela mãe, pelo pai ou divididos entre os dois, o que dá a oportunidade de ambos ficarem mais tempo com o bebê.

Para ter direito à licença maternidade, é necessário ao menos um período de 6 meses registrados de contribuição à segurança social e valor mínimo por dia não poderá ser menor que 11,18 euros.

A solicitação da licença maternidade é bastante simples e pode ser realizada ainda no hospital, através do site do SDD ou nos serviços de atendimento da segurança social.

Além da licença maternidade, é possível solicitar também o abono família, que tem duração de 1 ano.

Agora você já sabe como funciona o parto em Portugal e quais são os benefícios oferecidos pelo governo português para as famílias com gestantes ou recém-nascidos.

Se você gostou deste artigo e quer saber mais sobre como é a vida em Portugal, continue acompanhando as publicações do blog e confira também as nossas postagens anteriores.

Newsletter Signup

Comments

30-profissões-e-seus-salários-em-Portugal 30-profissões-e-seus-salários-em-Portugal

30 profissões e seus salários em Portugal

Trabalhar Em Portugal

10 países em que é possível estudar de graça – ou quase

Intercâmbio cultural

Os 20 Melhores salários em Portugal

Trabalhar Em Portugal

20 profissionais mais requisitados em Portugal

Trabalhar Em Portugal

Newsletter Signup

Newsletter Signup

Pin It on Pinterest

Share This