12 países em que é possível estudar de graça – ou quase - Absolutamente tudo sobre Morar em Portugal
Connect with us

Dicas de estudo

12 países em que é possível estudar de graça – ou quase

Kênia Batista

Published

on

12 países em que é possível estudar de graça – ou quase

Países em que é possível estudar de graça – ou quase

Antigamente somente quem tinha boa condição financeira estudava fora do país, agora tem países em que é possível estudar de graça – ou quase.

Confira nesse artigo 12 países em que é possível estudar de graça – ou quase, e verifique quais lugares você pode estudar fora do país pagando pouco.

Portugal

Entre os países em que é possível estudar de graça – ou quase Portugal está entre os melhores, por causa da facilidade de preço e para admissão.

As melhores universidades do país oferecem oportunidades de conseguir bolsa, para os brasileiros a entrada na faculdade é através da nota do Enem.

Pode procurar por intercâmbios que tem programas para ajudar os brasileiros a obter uma bolsa e estudar de graça nesse país onde a língua é mais fácil.

Finlândia

Para estudar de forma totalmente gratuita na Finlândia é possível somente através de programas em finlandês e os Doutorados, fora isso tem anuidade.

Você encontra bolsas para estrangeiros que cobre todos os valores de anuidade e algumas oferecem até apoio entre 500 e 700 euros com as despesas do aluno.

O valor mínimo da anuidade é 1500 euros, as instituições cobram uma taxa que depende de cada universidade, no site studyinfinland.fi tem mais informações.

Noruega

A Noruega é parte da lista de países em que é possível estudar de graça – ou quase, pois todo estrangeiro pode fazer qualquer curso de forma gratuita.

O site Study in Norway mostra as universidades públicas do país que não fazem cobrança da anuidade, apenas uma pequena taxa semestral para a manutenção.

O que complica estudar na Noruega é o custo de vida, pois é um dos países mais caros para se morar e o estudante gasta entre 7 a 10 mil euros por mês.

Alemanha

Um dos países em que é possível estudar de graça – ou quase é na Alemanha, que cobre valores bem baixos que parece até que estuda de graça.

O processo para se candidatar é bem complexo e são poucos cursos em inglês, caso você queira fazer um mestrado existem mais de 500 programas em inglês.

Para estudantes de graduação não tem cobrança de anuidade, já o mestrado paga um valor baixo de acordo com o estado, e o custo de vida não é muito caro.

Eslovênia

A Eslovênia é um dos países em que é possível estudar de graça – ou quase e que poucos brasileiros procuram, mas tem bons programas para estudantes.

Você encontra cerca de 150 programas entre eles de graduação, mestrado e doutorado que são todos em inglês e tem preços acessíveis para estrangeiros.

Os valores anuais são cobrados entre 3 e 5 mil euros, o Doutorado já pode chegar a 12 mil euros com o seguro-saúde (obrigatório) e o custo de vida é baixo.

Áustria

Na lista dos países em que é possível estudar de graça – ou quase, na Áustria você pode fazer um curso quase de graça, pois as taxas são bem pequenas.

No site Study in Austria você pode ver as informações sobre as taxas que estão entre 360 e 720 euros, também se paga uma taxa para União dos Estudantes.

O estudante precisa se preparar para guardar uma quantia de 900 euros para a alimentação, acomodação entre outros gastos necessários no país.

França

Como um dos países em que é possível estudar de graça – ou quase a França tem universidades com bons preços para quem é fluente em francês.

Você que pretende estudar em algum curso em inglês o custo é bem alto e pode chegar até 12 mil euros, para se manter no país precisa de 500 euro por mês.

Os alunos estrangeiros podem trabalhar e a carga horária pode ir até 964 horas no ano, dessa forma ajuda nos custos das mensalidades e despesas.

12 países em que é possível estudar de graça – ou quase

Imagem de Pexels por Pixabay

Luxemburgo

Dos países em que é possível estudar de graça – ou quase Luxemburgo é uma boa opção, o país é conhecido com a melhor qualidade de vida da Europa.

Grande parte das universidades no país é gratuita, alguns cursos podem cobrar uma taxa por semestre que é a partir de 600 euros e a matrícula custa 100 euros.

O custo de vida está na média e a taxa de desemprego é uma das menores do mundo, uma pequena parte do país fala português por causa dos imigrantes.

Suécia

Para estudar de forma gratuita na Suécia é necessário ser cidadão europeu ou pertencer a países da Zona do Euro, Suíça e Países Nórdicos.

Os estudantes brasileiros necessitam de bolsa de estudo parcial ou integral para estudar de graça ou quase em algumas instituições do país.

Para conseguir as bolsas é importante o bom desempenho acadêmico e ainda podem remunerar os alunos que almejam estudar doutorado na Suécia.

Dinamarca

Estudar de forma gratuita na Dinamarca exige que você seja cidadão da Suíça ou faça parte da União Europeia, quem não faz parte tem chance também.

É necessário se inscrever em algum programa de intercâmbio para garantir o estudo de graça e caso você tenha visto de residência válido também consegue.

Existem bolsas também para brasileiros que almejam estudar na Dinamarca onde as vagas são menos disputadas, mas os pré-requisitos são bem exigentes.

Islândia

Na Islândia não existem mensalidades em universidades públicas.

E ao iniciar seus estudos por lá será necessário pagar uma taxa de inscrição obrigatória e não reembolsável.

O valor a ser pago na inscrição costuma estar entre 100 e 250 euros.

Agora, se o seu foco está em uma instituição particular, a mensalidade tem que ser paga tanto para cidadãos europeus quanto para estrangeiros.

República Tcheca

Para você estudar de graça no pais é necessário a fluência no idioma local.

A mensalidade do ensino superior público dependerá de qual será o curso e idioma que sera ensinado.

As instituições públicas podem cobrar taxas de inscrição não reembolsáveis de aproximados 20 euros (CZK$ 500) seguindo a constituição de Educação Superior da República Tcheca.

Já as instituições privadas são livres para decidir o valor das taxas de inscrição pagas pelos estudantes.

Kênia ama escrever poesias, e ha três anos escreve conteudos para a internet. É apaixonada por viagem e estrelas. Admira e aproveita as inumeras oportunidades que a vida oferece. Vive intensamente para aprender e servir.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement